quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

*2*0*1*8*



Sendo 2017 o ano da gratidão, trouxe 17 coisas que aconteceram pelas quais eu sou grata:

  1. Trabalhar no Encontrão do EAC e inclusive coordenar uma equipe;
  2. Crismar (até que enfim!);
  3. Ir à roça pela primeira vez, chupar cana, fazer guerra de tinta e brincar com um passarinho Maria-preta;
  4. Participar de uma Simulação da ONU e merecer o primeiro lugar (foi uma grande vitória, principalmente pelo fato de a minha participação em 2015 ter sido, digamos, menos honrosa);
  5. Ser convidada para escrever um monólogo que será interpretado por uma atriz que eu admiro muito <3
  6. Terminar o Ensino Médio com louvor e sem recuperação! (eu já perdi algumas provas e só fiquei de recuperação uma vez na vida, no fundamental e em arte);
  7. Conseguir o Primeiro lugar em duas provas que eu fiz, um vestibular para Análise e Desenvolvimento de Sistemas e uma prova para ingressar em um Técnico em ADM;
  8. Ter conhecido (ou me aproximado) de várias pessoas legais: o Luiz Gustavo, a Duda, Hellen, Isabella, Mateus, João, Flávia, entre muitos outros que guardo no coração <3
  9. Ter feito a sobrancelha pela primeira vez;
  10. Ter conhecido vários canais legais no youtube: heydebeee, Paula Stephânia, Melina Souza, Júlia Galvão, etc.;
  11. Ter aprendido a rebolar (OH GLÓRIA!);
  12. Ter lido na Missa algumas vezes ( 1ª e 2ª leituras, Salmo e Preces #é_noiz_liturgia);
  13. Ter arrumado a prateleira do meu quarto de uma forma que eu amei <3 (só preciso mantê-la assim);
  14. Ter comprado bons livros (não lembro quantos e não li todos, mas sei que vou gostar e aprender muito);
  15. Ter assinado a Netflix (na verdade é minha mãe que assina, mas sou eu que uso majoritariamente);
  16. Ter me apaixonado por Geometria Analítica, por The Crown (oi Matt Smith!), por Gossip Girl, Revenge e Dinastia;
  17. Ter me aceitado: sou negra, altura média, um pouco desengonçada, meiga, meu cabelo é cacheado, meus lábios são carnudos, tenho alergia de algo que me faz tossir mas não sei o que é, eu nasci para escrever, ler e fazer contas matemáticas, danço mal, não sou boa em nenhum esporte (nem xadrez), amo Jesus e é assim que a banda toca!

Então, 2017 foi o ano da gratidão, e ano Mariano, e 2018 é ano de quê? (Além de ser o ano do laicado...) Vamos escrever sobre isso.

Nenhum comentário: